quarta-feira, 10 de março de 2010

A ex-síndica, a diarista e o pé de sapato

Num belo dia como outro qualquer, a ex-síndica, aquela flor murcha de mulher, vem bater à porta atrás de informações sobre a moça da faxina. Como não consegue muita coisa, vai atrás de um dos porteiros, fala horrores da outra na frente dos moradores que passam e finalmente recebe de bandeja o número do celular da moça.

A conversa entre as duas não é nada amistosa.

A mulher acusa a diarista de ter sumido com um pé da sandália da filha dela. Veja bem: não foi o par, foi apenas um pé. Um mísero pé de sapato que não serve para nada. (Parêntese: a moça, que não é perneta, seria muito tola de levar apenas um pé, não acha?)

Bom, vamos em frente.

A moça se defende, mas isso não aplaca a raiva da mulher, que a chama de ladra. Xiii... pronto. A confusão está armada. A moça diz que vai tomar providências e toma - corre para a delegacia mais próxima para registrar um boletim de ocorrência por difamação. Enquanto isso, o porteiro acha a sandália perdida no latão de lixo reciclado, tira uma foto com o celular (bendita tecnologia!) e avisa a moça. Na delegacia, quando a moça fala o nome da mulher, o policial de plantão diz que aquele nome já é conhecido ali – a mulher é acusada de forjar o sequestro da própria filha. E pode?

Boquiabertos todos ficaram. E aprenderam que não se deve acusar sem ter provas.

10 comentários:

Nó! disse...

eita...
sempre tive preconceito contra síndicas/ subsíndicas e cia, mesmo ex

Luna Sanchez disse...

Detesto injustiça, fico com uma raiva gigante, viro o próprio cão!

Vontade de fazer a fulana engolir o sapato. A seco.

=\

Beijo, moça.

ℓυηα

Lana disse...

Minha nossa!! Cada uma que acontece nesse mundo que eu fico passada.

Respondendo à questão sobre a faculdade: o curso em si é maravilhoso, mas o clima uspiano definitivamente não me atrai, é muito impessoal, arrogante. Talvez porque na PUC, quando fiz Geografia, foi tão diferente, sinto falta de lá...
Beijos!

Carmem Tristão disse...

tem "esperto" pra tudo, não é mesmo?

Alline disse...

Nó:
E eles fazem outra coisa senão pensar em si? Não curto essa gente.

Luna:
Toca aqui!
Beeeeeeijo

Lana:
Fiquei pensando nesse clima... impessoal, arrogante... me embrulhou o estômago. Mas espero que o curso seja suficientemente interessante pra te fazer ficar.
Sorte!!!!
E um beijo. =)

Carmem:
E nem vou contar as histórias dela. Humm... são tantas... cala-te boca. rsrs

Meri P. disse...

Essa foi boa! Que megera!
Bjok...

Ps: Estou de trem e perfil novo.

Luna Sanchez disse...

\o

ℓυηα

Allyne Araújo disse...

tem coisa pior do que isso?? e o povo ainda se acha no direito de esta certo, pouca vergonha mesmo... beijos!

Alline disse...

Luna:
Eu não sabia o significado do que digitasse, tive que apelar pro namorado, que traduziu.
Give me five
=))))
Besitos

Allyne:
Ainda bem que mês que vem devo estar saindo de lá. Que o que vier seja melhorzinho, pelamorde. rs
Beeeeijo

Allyne Araújo disse...

isso mesmo!!! e boa sorte!!!!!! bjos!!!!!!