segunda-feira, 29 de março de 2010

O encanador

E tem aquela da viúva da casa verde do fim da rua que mandou chamar o Volnei, filho do seu Maneca, para um servicinho rápido.

O rapaz, encanador de primeira e muito conhecido no bairro, disse ao pai que não poderia ir. Tinha sido chamado minutos antes para resolver um problema do outro lado da cidade. Iria assim que pudesse, talvez amanhã.

Seu Maneca não quis saber de conversa.

- Primeiro a dona Marilu, que é nossa vizinha. E olha o respeito, rapaz!

Ele foi, levando a caixa de ferramentas embaixo do braço, sem lembrar que dona Marilu tinha fama de ser um pouco atrevida com os rapazes que entravam em sua casa. Encontrou-a no portão, de shortinho jeans desfiado na barra e miniblusa colada. À sua espera.

- É por aqui - foi na frente, rebolando.

Se o Volnei não era de muita conversa, imagina agora que sentia estar em território perigoso. Resolveu: faria o conserto em silêncio e iria embora o mais depressa possível. Com todo respeito, preferia manter distância da dona Marilu.

Como ela indicou, o problema era com a pia da cozinha. Mas antes que pudesse se aproximar para examinar o cano, a viúva tomou a dianteira, toda provocante.

- Está vendo?

A única visão era da bunda espichada na sua cara. Tentou se desvencilhar da imensidão de carnes para ver o cano. Em vão. Dona Marilu não deu trégua:

- E então, o que você pode fazer neste caso?

Constrangido, Volnei não conseguiu se conter:

- Já tentou lipoaspiração?

10 comentários:

Meri Pellens disse...

kkkkkkkkkkkk.......
Essa não aguentei, foi D+! kkkk......

Nó! disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

mto perspicaz esse Volnei

J. disse...

hahahahaha!! Achei o máximo! Depois dessa, ela vai até desistir... rs
Beijo.

Alline disse...

Meri:
A dona Marilu é fogo, não?

Nó:
O Volnei foi é muito sincero.
hauhauhauh

J.:
Será que desiste? Olha, acho que não. Dona Marilu não tem mais jeito. rs
Beeeijo

Márcia Cristina Lio Magalhães disse...

Que texto massa!! Gostei demais!!

Se todo encanador fosse tão sincero assim, todas as Donas Marilus estaríam perdidas...rsrs

amplexos,

Márcia

Eraldo Paulino disse...

Nuooosssa, mas como eu ri!

Amo suas figuras E linguagens!

Luna Sanchez disse...

Ahahahahaha

Mulher com raiva é pior do que o próprio demônio. Fato.

Das duas, uma : ela vai sair gritando, dizendo que o Volnei tentou agarrá-la ou vai fazer correr, á boca pequena, que ele é gay.

Ou seja, a vida do cara jamais será a mesma.

E pensar que uma rapidinha, coisa de 5 minutos, poderia evitar tudo isso...tsc-tsc-tsc.

Beijo, adorei!

ℓυηα

Alline disse...

Márcia:
Ele estava tão acuado que não resistiu. Sincero e um pouco ingênuo também. rs
Beijos

Eraldo:
És um homem gentil. Muitíssimo.
Beijo

Luna:
Uhhh, e eu que não pensei nas consequências do ato do Volnei. Mas como eu sou a manipuladora das marionetes, não haverá parte 2. Senão a dona Marilu vai botar as garrinhas de fora e humilhar o pobre do guri.
Pela resposta, ele não queria arriscar nem cinco minutos com a viúva. huhahuahuahua
Beeeeeeeeeijo

Menina Misteriosa disse...

Ri alto! O final me surpreendeu!
Coitado do moço... ela vai se vingar com vontade!
[que tal uma continuação contando sobre a 'Vingança da Dona Marilu'?]

Beijo


http://meninamisteriosa.wordpress.com/
http://www.aceuabertodaboca.blogspot.com/

Alline disse...

Menina:
Se um dia voltar a mexer nessa história te dou crédito pelo título.
Muito bom!!!

Beeeeeeeeijo