sexta-feira, 12 de março de 2010

Fome de viver

Teus olhos

deitam nos meus

finjo

sou normal

e não paro

te arranho

me esqueço

te engulo

me faço parte de ti

5 comentários:

Eraldo Paulino disse...

Eu já penso em sexo quase 24 h por dia.. e ainda amanheço um dia com uma coisa linda dessas...

Gostei mutcho!

Bjs!

Meri P. disse...

Alline, poetisa! Lindo esse poema!
Bjos na alma!

Luna Sanchez disse...

Adoro gente inspirada!!! =)

Beijo, beijo.

ℓυηα

Allyne Araújo disse...

esta lindo mesmo.. parabens! bjao

Alline disse...

Gente:
Essa veio do baú poético.

Beijos