domingo, 11 de outubro de 2009

P e r i p é c i a
Acordei cheia de vontade de exterminar qualquer vestígio do chocolate, do bolo de milho e do bolo de banana que comi ontem. Tinha melecado bem as mãos de creme, e quando fui desmontar a esteira, um daqueles modelos dobráveis, a aba escapuliu dos dedos e desabou direto no meu pé esquerdo. Como diria o Wando, doeu, ai! Doeu, ai, ai, ai!
Sendo assim, desisto de pintar o cabelo e arrumar o armário.

Tô de molho.

Vou ver filme.

4 comentários:

Bertonie disse...

AushUHSAUH
Que texto mais confuso '-' Mas ok, hihi, vamo comer chocolate e

Alline disse...

Há dias em que sou o caos.
Vamos todos comer chocolate, sim, mas depois "queimá-lo".
Brigada pela visita.

Kátia Ruivo disse...

tudo passa a ser uma desculpa quando a gente não tá mesmo a fim, não é mesmo? rsrsrs

Alline disse...

Kátia, o mais importante é que mesmo com o dedinho latejando eu fiz esteira... rs... o cabelo foi pintado ontem. Amém! E o armário tá mais ou menos ajeitado. Mas é verdade, desculpa é a coisa mais fácil de arrumar quando não estamos a fim. Falaste tudo. *;)