domingo, 18 de abril de 2010

Valsa kitsch

A manhã detona as maracas do dia. Marocas flutuam nas calçadas. Buzinas, gargarejos, calcinhas e cuecas em frisson explícito no varal. Diaristas aterrissam para dar o branco que a sua família merece. Overdose de espuma é um luxo só, mas panelas reluzentes ainda contam pontos, darlings.

Dois corpos no chão. Bia e Max. Max e Bia. Um casal, ou quase isso. O despertar é como um megaovo frito no céu. Sol, sal, vida. E pão dormido para o café. Tranças ruivas espanam o peito metrossexual de Max. Liso, liso, e liso. Ele pede bis, abocanha as coxas marfim, mas contenta-se com o olhar Serenata de Amor de Bia.

Ressaca na periferia plebeia. Bocas bamboleiam. Bocas em crocante farfalhar de dentes, e línguas e saliva. Dois beiços ao alho e óleo que arriscam um entendimento. A felicidade também pode acontecer no dia seguinte. Você duvida? Tudo é possível quando dois pares de olhos calientes esbarram-se na saída do metrô. Oi e tchau para nunca mais ou um faniquito nas tripas e amor eterno até o próximo sábado. Quem sabe?



9 comentários:

Ricardo Rayol disse...

e eu deixo aqui meu abraço de parabéns. feliz aniversário!!

Zombie Boy disse...

Pensamento Almodovar!

Lana disse...

Mas que inspiração, hein? Até arrepia.
Besos.

Eraldo Paulino disse...

Seus recortes do cotidiano são impecáveis...

Bjs!

vida cotidiana disse...

Lindo texto... Inspirador.
Parabéns pra você nessa data querida muitas felicidades muitos anos de vida. To certa? é seu aniversário? Mil bjs!!!!

Luna Sanchez disse...

Eu também gosto de ver a dança das roupas, nos varais.

Bitocas!

ℓυηα

a magia da noite disse...

há instantes que valem pela eternidade.

Phe & Cris disse...

Bastante profundo, PARABÉNS!

Alline disse...

Ricardo:
Sinto-me abraçada. Beijo!

Zombie:
Pensei em esquecer as regras. O que nem sempre consigo... rs

Lana:
Tem muita transpiração também. ;)
Beijo

Eraldo:
Uma coisa eu te digo - mesmo me sabendo avoada, eu observo. Absorvo.
Beijo!

Ana:
Inspiradora é tua ideia de substituir o box pela cama. Na casa do namorado já temos uma. ;)
Era, sim. Brigada, querida!
Beeeeeeijo

Luna:
Quando bate o vento sul é uma festa. Pra ser igualmente instigante, só mesmo uma sacola plástica flutuando entre os prédios nesses dias ventosos. Ou um balão que escapa das mãos de uma criança. Ou bolhas de sabão. Noooossa... viajei! rsrs
Beijos mis =D

A Magia da Noite:
E nunca mais serão esquecidos. ;)

Phe & Cris:
Seja bem-vinda.
Beeeijo