sexta-feira, 2 de abril de 2010

D i a l i v r e

manhã

noite

11 comentários:

Alline disse...

A mão nas fotos é minha, o halter vermelho também. A garrafa já era. Vazia! rsrs

Tati Pastorello disse...

Esmaltes combinando com o que se pega... kkkk Se essa moda pega... kkk

Eraldo Paulino disse...

Você tá melhor que eu, então, pois não tenho essa manhã e sim vááárias dessas noites.

Bjs!

Allyne Araújo disse...

kkkkkkkk isso mesmo alline!!!! beijao e boa páscoa!!!

Luna Sanchez disse...

Tá certíssima, é assim que a coisa flui...ehehehehe

Boa Páscoa, querida!

Beijo, beijo.

ℓυηα

vida cotidiana disse...

Sempre procurarndo o equilíbrio, isso mesmo menina. adoro!!! Bjs adorei os seu esmalte!!!

Alline disse...

Tati:
A coincidência me fez sorrir. ;)

Eraldo:
Essa noite eu só tenho de vez em quando... uma pena... rsrs
Beeeeeeeijo

Allyne:
Queria fazer um monte de coisas neste feriado, mas desisti de me encher de tarefinhas só porque não tô trabalhando.
Uma Páscoa bem feliz pra ti, viu?
Beijos

Luna:
Esses dois prazeres me divertiram em tempos de TPM. Ai, ai. Além dos rios de suco de maracujá, claro. rs
Assim tudo flui... tudo fica liiindo. heheee
Um beijo pascoalino e grandão, e que o dia seja MEGAlegal. =)))

Luna Sanchez disse...

Fofa! ^^

Beijoca.

ℓυηα

* Será que só eu não aguento mais ver chocolate pela frente? oO

Alline disse...

Ana:
Nem sempre eu consigo encontrar equilíbrio na vida, mas eu tento sempre. ;)
O esmalte é mezzo Batom vermelho, mezzo Um Toque de Ira.
Beeeeijos

Luna:
Acreditas? O que menos comi ontem foi chocolate! Ainda tô com uma caixa de Ferrero fechada, um ovo grande e uma barra... ueba... a semana vai ser bem "gotosa"... hihihi
Besocas

Menina Misteriosa disse...

O esmalte combinando ficou um luxo!
E, depois de malhar, merecemos um descanso, né?! Com Ice, então, perfeito!
=D

Beijo


http://meninamisteriosa.wordpress.com/
http://www.aceuabertodaboca.blogspot.com/

Metamorfose Ambulante disse...

Nada como manter o saudável equilíbrio! E atrás de uma garrafa vazia têm sempre muitas histórias.

José FRID