quarta-feira, 26 de maio de 2010

TUDO É POSSÍVEL

Susan comprou um belo vestido vermelho e convidou Sérgio, o marido, para ir ao cinema e depois jantar na cantina perto de casa.
Mais tarde...
- Benhê, o que você achou do meu vestido novo?
- Tá ótima. Vamos?
- Você não acha que eu fiquei meio barriguda?
- Já disse que está ótima.
- Tem certeza de que não me achou mais gorda?
- Tenho.
- Seu olhar diz outra coisa.
- Você bebeu?
- Não, só queria sua opinião sincera.
- Ah, entendi. Então lá vai: você está acima do peso pros padrões atuais, deveria perder uns dez quilos pra contentar suas amigas, mas eu não me importo com essas besteiras, te amo do jeito que você é. Podemos ir agora?

POSSIBILIDADE 1
Ao ouvir as palavras do marido, Susan saiu da sala chorando e trancou-se no quarto. O casal não foi ao cinema, não jantou fora nem fez sexo nessa ou nas próximas noites. Susan ficou deprimida e viciou no Prozac.

POSSIBILIDADE 2
Susan trocou de roupa quatro vezes antes de se decidir. Quando sentiu que estava confortável dentro de um conjunto velho, desceu para encontrar o marido. Pegaram a próxima sessão.

POSSIBILIDADE 3
Apesar da insegurança, Susan não trocou de roupa para não perder mais tempo. Adorou o filme! No outro dia começou a fazer dieta e se matriculou no pilates. E nunca mais perguntou ao marido se estava gorda.

12 comentários:

Lana disse...

Seria ótimo que ela tivesse seguido a opção 3, mas, como sabemos, é muito provável que tenha optado pelo primeiro panorama.

Lady Cereja disse...

Olha, a opção correta com certeza é a terceira mas se fosse eu provavelmente teria escolhido a segunda com o detalhe de ficar sem fazer sexo nas próximas noites kkkkkk.

Léo Santos disse...

Não sei ao certo qual das alternativas ela utilizou, mas que a resposta do maridão foi de muito bom senso isso foi!

Um abraço!

Raphael Rocha Lopes disse...

Ela não poderia simplesmente dizer que adorou a sinceridade e o amor do marido??

Alline disse...

Lana:
Eu apostaria nma mistura da primeira com a segunda - ela fica com raiva, vai trocar de roupa e dá uma gelada no cara por algum tempo.

Lady:
Ela deveria ter peito pra ir na terceira, né? Eu trocaria de roupa e ficaria amuada naquele dia. hehehe

Léo:
Deixei em aberto pra cada um escolher seu final. ;)
Ele disse o que ela deveria ouvir, e como você disse, foram palavras de bom senso.
Outro abraço pra ti!

Raphael:
É verdade, faltou essa opção... que é justa com o carinho do marido, que não foi meloso, mas quis ajudá-la.
Fica pruma próxima, OK?

Menina Misteriosa disse...

ele a ama como ela é... se ela se sente bem, precisa de mais?

se ela escolher a opção 3 que tenha sido por ela, não pelas amigas...

beijo!

Alline disse...

Menina:
Há mulheres que só entendem sua própria linguagem - e se o homem faz uma declaração na linguagem dele elas ficam boiando. Acho...
Se ela escolhesse a terceira seria por sacar a ideia do homem.

Beeeeeeijo!

Luna Sanchez disse...

Possibilidade 1, certeza!

A 2 já seria uma beleza, e a 3, nusssss...seria uma bênção!

=)

* Amo isso aqui!

Dois beijos, flor!

ℓυηα

Alline disse...

Luna, as possibilidades foram num crescendo, melhorando até o estágio ideal, né? Um dia eu chego lá. ;)

Beeeeeeeeeejo

Marco H. Strauss disse...

Não entendo essa mania de perguntar até escutar o que não se quer, ao invés de se contentar com a resposta que se quer ouvir. hasuhasuahausahs
Apesar de ser complexo, esse tipo de complexidade eu não gosto. Melhor uma mentirinha boa do que uma verdade ruim.

http://marcostrauss.blogspot.com/

Alline disse...

Marco:
Às vezes eu tenho essa mania tola, confesso. Mas sei que não é legal. São aqueles dez segundos de insegurança que batem vez por outra. hehehe

Sylvia Araujo disse...

Voto na três e todo mundo fica feliz! rs

Beijoca