quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Não adianta disfarçar

Eu saio de casa pra ir na padaria. Não tem pão em casa, pô! Tô com pressa, com fome, botei até a blusa de trás pra frente, a louca. Tô suada. Vejo um conhecido a uns metros, desacelero o passo pra não alcançá-lo. Sabe como é, né? Não tô a fim de social, quero tomar café. O foco: aliviar o estômago. Mas ele anda mais devagar. Minha rasteira faz pléc-pléc-pléc na calçada. Ele percebe que tem gente atrás. Tá quase parando... Ai, não. Ele olha de lado. Ih, já me viu! E se não tem jeito de fingir que não é comigo, lá vou eu e minha cara de pau: "Oi, fulano! Tudo bem?". Só pensando em pão com Toddy e Nescafé.

8 comentários:

Eraldo Paulino disse...

rsrsrsrs

Sempre faço isso também!

(psiu, não espalha)

Bjs!

Nó! disse...

melhor a cara-de-pau e o oi amarelo, do que simplesmente ignorar e tentar dizer que ainda estava dormindo depois

kkkkk

mas é sacanagem
qdo não se quer encontrar ng, é q se encontra mais conhecidos pelas ruas

Ritoca disse...

Oi Alline!

Eu tb passo sempre por situações "saia justa"...hehehe!

Aí vai um link para vc ver a figuraça do meu prof de Dance Mix: http://video.globo.com/Videos/Player/Entretenimento/0,,GIM1002460-7822-DANCA+DAS+VOGAIS+GUTO+ADYALA+E+BANDA,00.html

Abs!

Reyel Angel disse...

Isso sempre acontece. Que coisa! Devíamos sair disfarçados rs...

Bjos, querida.

Milene disse...

hahahahaha, já fiz isso em momentos que estava com pressa!!!

Carmem Tristão disse...

quem me conhece já sabe: com fome e/ou fome, eu não sou humana!!!!!

Luna Sanchez disse...

Minha fome é famosa, assim como meu sono : eu rosno e até mordo, então, ninguém fala comigo. Rá! =)

=**

ℓυηα

Albatroz disse...

Lanche é sagrado, saco vazio não para em pé.

E será que fica em pé com o saco vazio? kkkkkkkkkkk