segunda-feira, 21 de setembro de 2009

momento

Quando nada mais havia eu reinventei
teu cheiro.
Me joguei na cama,
te trouxe de volta entre minhas pernas,
em pensamento.
Um arrepio
e quase
a tua presença.

Mas eu fiquei só
como se fosse a lua,
com um beijo do silêncio.

5 comentários:

vida cotidiana disse...

Lindo. É a vida é feita de momentos.Poderiam ser sempre maravilhosos......

Cármen Neves disse...

Querida, versos lindamente sensuais! Beijos

Alline disse...

Ana:
Há momentos que ficam, momentos que queremos sempre lembrar, ou repetir.
Tão bom colecioná-los...

Cármen:
São palavras que um dia coloquei no papel. Há tantas outras, escondidas... vou trazendo-as devagar.
Beeeeeijo

Ricardo Rayol disse...

desperdício

Alline disse...

Ah, Ricardo, nem sempre...