quinta-feira, 4 de junho de 2009

baila, menina!

Ontem o professor só me disse coisas instrutivas durante a aula de dança:
- não devo exagerar no rebolado e em gingados afins, para não ficar vulgar (é preferível ser uma robô?);
- não é legal se apoiar com força no cavalheiro nem deixar o braço frouxo (ou seja, não enterre as garras no ombro do gajo nem deixe-o corre solto pelo salão, pois ele pode fugir);
- no samba, pés paralelos no passo básico, linha reta na hora do giro (e olha que não sofro de labirintite!);
- o joelho deve ficar mais reto e menos dobrado (e a ginga, como fica?);
- quadrado é quadrado, losango é losango (aprendi isso nas aulas de matemática);
- leveza nas mãos, para não se machucar e não machucar o parceiro (sem golpe de karatê, please);
- braços relaxados sempre, tudo relaxado... como é difícil!
Eu, que sempre dancei sozinha e que adoro requebrar, remexer, rebolar, etc., vou às aulas e me esforço, mas sem fazer os passitos com a elegância e a postura que o dança de salão requer. Por enquanto. Aguardemos, pois, as próximas cenas dessa novela.

2 comentários:

Vladimir disse...

Poxa, Alline, que inveja, umas das promessas minhas e da Viviane para este ano era começar a fazer Dança de Salão. O primeiro semestre está acabando e neca. Ainda dá tempo!

Bjs, Vladimir
http://cantodovladimir.zip.net

Alline disse...

Vladimir:
Eu nem sei se é realmente o meu barato dançar juntinho, mas tô tentando me sair bem. Seja como for, é uma diversão e tanto. E ainda dá pra gastar umas calorias, o que é bem interessante. Que tal?
Vocês ainda têm até dezembro para começar. ;)