quarta-feira, 24 de junho de 2009

aquele verdinho

Você sabe, usar um jacarezinho com sotaque francês no lado esquerdo do peito atrai olhares na rua e faz com que você seja muito bem atendido nas lojas. Nossa, essa deve ter grana! Meus caros, que piada. A pobre da moça ficou com a blusa que era da mãe e foi presente do ex desta nos tempos de vacas gordas. Então as aparênciam continuam enganando na Ilha da Magia. E, nesse caso, como!

3 comentários:

Cármen Neves disse...

Querida, boa tarde! Li teu comentário no blog do Ricardo e não resisti - tive que vim te conhecer. ADOREI teu humor! Quanto ao "jacaré" ou seja qual for a grife, há pessoas e pessoas no mundo. Certa vez entrei numa loja, vestida normal, porém, sem marcas famosas - nem atendida fui.No meu caso compraria um sapato de verniz bem caro. As vendedoras resolveram atender uma senhora bem vestida( ela não comprou nada). No dia seguinte voltei à loja bem vestida, de propósito, claro! Só que desta vez o atendimento foi diferente. E sabes o que aconteceu? Comprei o sapato em outra loja( sorriso). Beijos.

Ricardo Rayol disse...

Infelizmente aqui continua sendo uma província.

Alline disse...

Cármen:
Liga não, no geral eu também sou mal-atendida e desprezada por vendedoras. Isso é tão louco que chega a ser engraçado, merecia um estudo sociológico. Ahhh... fizeste muito bem! Vai que uma hora entra na cabeça desses seres de outro planeta que vestir grifes não significa dinheiro no bolso...
Beijo, beijo, brigada pela visita e pela gentileza. Adorei!

Ricardo:
Os anos passam, os prédios aumentam, vem gente de fora, chegam os espetáculos de teatro e música, e a cidade continua a mesma. Mesmíssima.