segunda-feira, 25 de julho de 2011

DELEITE

Ligeira brisa entre as coxas
ondas de maresia, de joia rara,
alma branca de espuma, clara a água
que invade
ávida de pele,
a vida.

7 comentários:

Luna Sanchez disse...

A imagem é deslumbrante, a dança das palavras é uma delícia e o desfecho é Alline, simples assim, porque outra pessoa poderia usar "ávida de vida, a pele" mas isso, apesar de lindo, seria previsível.

Beijo, beijo!

* Um dia li uma crônica do Bial em homenagem à Fátima Bernardes onde ele dizia que tinha transformado o nome dela em adjetivo. Pedi licença a ele e fiz o mesmo aqui, pra ti.

=D

A Mina do cara! disse...

Ó, já que a Luna fez as honras, e já que estamos em casa os três, vou falar: se você mostrar que é ótima na poesia vai ser difícil, viu...

já não basta ser craque no correr da pena, agora na poesia...? Hmm...

beijo e vê não se não some; e muito menos para de escrever.

Eraldo Paulino disse...

Uaaaaaaaaaau

Lindo! Lindo demais!

Você é ótima!

Bjs, querida!

Alline disse...

Luna Bonita:
Eu fiquei tão feliz com o que disseste que uma lagriminha sorrateira rolou daqui, porque sou chorona mesmo e não ligo e te gosto de coração - muitão! Guardo o abraço mega-apertado pra algum dia, tá? ;)

Beijos múltiplos

--------------------

O Cara da Mina:
Ah, eu nunca disse? Antes de tudo, lá quando eu tinha meus 12 anos, escrevia poesia e já mirava longamente a lua e as estrelas, como se fossem minhas irmãs.

Espero não sumir. =D

Beijo!

--------------------

Eraldo:
Tu és ótimo, e hoje tive mais uma prova do que já sabia por experiência.

Beijos e beijos, meu querido!

---------------------

EI, VOCÊS TRÊS!
SAIBAM...

'DORO OCÊS!!!!

=DDDD

El Brujo - Rock disse...

Esse poema me calou fundo ontem em Búzios... me lembrei dele quando conversava com o pessoal sobre a força das palavras...
Bateu uma saudade de momentos nunca vividos.
Loucuras da minhas!

Mirella de Oliveira disse...

Uma verdadeira poetisa!
Lindo demais!
Beijos, querida!

(Sou de Floripa também!) ;)

Alline disse...

Rock:
Eu tive um grande ensinamento na vida - nunca procurar o caminho mais fácil para encaixar as palavras. Assim disse meu padrasto quando comecei a escrever. Assim eu tento fazer.
Essa saudade sempre me vem quando olho a lua...
Loucura compartilhada. ;)

----------------------------

Mirella:
Não sei... escrevo, me atrevo. No que vai dar nunca sei.
Brigada, viu?
De Floripa também? Então ainda temos a chance de tomar um café um dias desses! =D
Beeeeeeeeeijo!