segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

FICA COM A RAZÃO QUE EU FICO COM O PAPEL


Você diz:
- Fulano, cadê aquele papel que você ia me passar?
Fulano responde:
- Botei aí.

Você procura, revira a mesa e não acha. Você retruca:
- Acho que você não colocou, não.
Fulano insiste:
- Coloquei, sim.

Ele vem, olha os papéis na mesa e não acha aquele que deveria estar.
Você faz o mesmo, para mostrar que de fato o tal papel não foi parar ali.

Fulano tem uma ideia:
- Então alguém tirou, porque eu sei que eu coloquei aí.

Você tem outra ideia - levanta, sai da sala e vai até a impressora. Tcharan! Não é que papel estava ali o tempo todo?

Você mostra ao Fulano:
- Olha aqui.
Mas Fulano não se dobra:
- Alguém tirou da mesa e botou aí, e não fui eu.

O que você vai fazer? Discutir? Teimar? Não, é muita perda de tempo a essas alturas do campeonato. Você pega o papel e vai trabalhar. Deixa que Fulano diga, que pense, que fale. Deixa isso pra lá, vem pra cá, o que que tem?


8 comentários:

Michele P. disse...

Alline

Eu ri, pois às vezes incorporo o Fulano aí, do seu post. rsrs

Frau Forster disse...

Depender dos outros é dureza ¬¬

Ana B. disse...

Eu fico admirada com esse povo que não erra!

Já passei sim pelo caso do Fulano, é minha especialidade pensar que deixei uma coisa em tal lugar e não tê-lo feito, mas pelo menos, quando vejo que minha certeza foi pelo ralo, rio da minha cara e peço desculpas...

=)

Mônica Novaes disse...

É isso ai, Alline!! 2011 parece ter chegado de mansinho e quando vimos, lá se vai o primeiro mês!! Que bom que depois desses anos ainda mantemos contatos pelos blogs da vida, rsrs! Adoro acompanhar seus textos! Quero saber quando sai o livro, rs!! Sério! Muito bacana!! Bjs

Mônica Novaes disse...

É isso ai, Alline!! 2011 parece ter chegado de mansinho e quando vimos, lá se vai o primeiro mês!! Que bom que depois desses anos ainda mantemos contatos pelos blogs da vida, rsrs! Adoro acompanhar seus textos! Quero saber quando sai o livro, rs!! Sério! Muito bacana!! Bjs

Eraldo Paulino disse...

Eu sou o fulano que sempre costuma tá errado essas horas rsrs

Bjs!

Alline disse...

Michele:
Esse me persegue de verdade. E teima. Exercito minha paciência com ele volta e meia. rs

-----------------------

Frau:
Tento não depender, mas é impossível... ai, ai... rs

-----------------------

Ana:
Tudo bem, eu também dou meus foras, às vezes até teimo, mas não a ponto de me irritar e olhar os outros com cara de doida. Aí já é demais.


-----------------------

Mônica:
Bom te ver de novo por aqui, saiba disso. E as fotos? Meu Flickr ficou meio que esquecido... e agora até esqueci de livros e cia. Tudo que eu penso é em tirar férias mês que vem e descansar. Tua força de vontade pra deixar o cabelo crescer me inspirou - vou ver se consigo. E adorei saber que dás aula de francês. Uma bela língua!

Beeeeeeeeeeeijo!


-----------------------

Eraldo:
Mas teimas até não poder mais?
Às vezes eu me vejo cheia de certeza e bato o pé, mas se a pessoa é esperta a ponto de mostrar muita certeza, balanço e entro no clima do "talvez". É a vida. rsrs

Beijooooo!

Menina Misteriosa disse...

Essa é boa!!!! Tem gente que prefere se passar por idiota do que admitir um erro!
Vai entender...

Beijo, Li!

MeninaMisteriosa