sexta-feira, 10 de julho de 2009

watching Watchmen

Tá certo que se eu tivesse lido a HQ tudo seria lindo e diferente, mas eu não li. Do filme eu só sabia que Jeffrey Dean Morgan (ou Denny Duquette, que fez o amado de Izzie em Greys Anantomy) iria ser o Comediante, e isso não era nada diante da turma de mascarados que viria na sequência. Tinha o Dr. Manhattan, azul que só ele, mostrando seu pinto e todo o resto em 3D, óbvio. A moça às vezes me lembrava a Natalie Portman, não sei direito por quê. Rorschach e sua máscara mutante na cara quase o tempo todo me encantaram. Não gostei do Coruja nem do loirão, de quem não lembro o nome. Ai, que filme looongo! Duas horas e quarenta minutos de uma história tão confusa que me obrigou a virar pro lado e cochilar depois de meia hora. Será que foi por isso que nada fez muito sentido depois? Teve sexo, pero no mucho, e na cena mais caliente o casal se atracava enquanto a trilha sonora rolava ao fundo - o cara cantando um refrão com "aleluia". Como? A ereção foi um milagre? Nada sexy. E teve muita violência, essa coisa de mostrar os membros sendo cortados e o sangue jorrando à vontade para contentar os sádicos de plantão. O fim me convenceu menos que tudo, e quando acabou eu não sabia dizer se tinha gostado ou não. Se queria ver de novo ou não. Eu ainda não sei e não tenho a HQ pra conferir. Mas volto pra falar de "Vicky Cristina Barcelona" e de "Tokyo!". São outras histórias.

4 comentários:

Paulo César Nascimento disse...

Não vi o filme, mas duvido que se compare à HQ (li há muito tempo). Já basta o assassinato que cometeram com "V de vingança". Nem sempre o pessoal dá conta de adaptar decentemente. Bjs

Ricardo Rayol disse...

Não li o HQ, e não sei por que razão ahahahah

Vou tentar ver o filme pelo menos.

Vladimir disse...

Alline, assim como você, fui ver sem ter lido o HQ. Eu gostei da história, achei bem amarrada. Mas achei que faltou carisma aos personagens e empolgação às cenas (principalmente às de ação). E, de fato, era muita informação para um longa só né? Mas na média final, até que valeu o ingresso.

Bjs, Vladimir
http://cantodovladimir.zip.net

Alline disse...

Paulinho:
"V" pra mim também foi uma decepção, assim como Wolverine. Há coisas que eu prefiro que fiquem no papel. ;)
Beeeeeeijo

Ricardo:
eu não li porque não tenho mesmo, e acho que é difícil de conseguir - a não ser que lancem alguma adição de luxo supercara... rs
Então veja o filme e me diga.

Vladimir:
Concordo com a parte do carisma. Ah, depois de ver o filme fui ler uma crítica (sim, só depois) e fiquei sabendo que havia muito mais. Roteirista sofre, hein?
Beijo!