segunda-feira, 13 de julho de 2009

antes tarde

Woody Allen não complicou dessa vez . Em Vicky Cristina Barcelona não tem nada de dramalhões familiares nem diálogos intermináveis ou noivo neurótico, noiva nervosa. O filme flui na cor âmbar. A fotografia é belíssima. E há Javier Bardem e Penélope Cruz em espanhol. Precisava mais? Simmm!!!! Final inesperado.
Me ganhou.

Um comentário:

Vladimir disse...

Eu adorei, ri muito! Adorei as cantadas do Javier, o desencano da Scarlett, os arroubos passionais da Penélope, e as nóias da Vicky (não sei o nome da atriz). Mas o que mais me impressionou foi o dinamismo: quando acaba a história, nem parece que tudo aconteceu num só verão! Pô, meus verões nunca foram assim tão movimentados!

Bjs, Vladimir
http://cantodovladimir.zip.net