sábado, 12 de novembro de 2011

nessas noites
 
gosto de ouvir
quando chegas
com a noite
do outro lado da rua
e te encaixas 
sem palavras
entre as
minhas coxas
e me causas
entorpecimento
e me umedeces
com o movimento
febril
do corpo
que não
cala o
desejo
e me
embala
no gozo
profundo
dos sonhos teus.


6 comentários:

Luna Sanchez disse...

Eu também gosto assim, acontecendo, no gerúndio, cíclico.

=D

Poxa, que saudade de te ler aqui, de ter tempo pra fofocar. Comentar no blog é prático, cabe nos meus espaços poucos. Devo me organizar logo, viu, gatona?

Beijos aos montes.

Michele P. disse...

Fantástico este poema!
Curti!


Beijos, Alline!

A Mina do cara! disse...

hmmmm... e sonha com o que? ;)

beijos

♥cinderela♥ disse...

Tbm gosto... só pelo prazer de gostar.
Beijos e sorrisos.

El Brujo - Rock disse...

Passeio nas palavras aqui e ali!

Alline disse...

Lu, tá tudo louco, mas tá tudo lindo. E tô gostando dessa linda loucura. Se te conto... um bolo vai ser pouco. rsrsrs

SAUDADES!!
Te mando uma mensaginha logo. =P
Besos aos montones

=====================

Michele, foi aquele momento empolgante depois de uma conversa das boas. Curti também. =)

Beijocas

=====================

Cara querido, espero que os sonhos sejam daqueles bem macios e inpirados e tentadores e quentinhos e... você sabe... rsrsrs

Beeeeeeeijo

=====================

Dhal, tem sido um prazer me sentir assim, é um momento gostosura da vida. Tô garrada! rs

Beijos sorridentes =)

=====================

Rock:
Espero que o passeio valha a pena. ;)