quinta-feira, 8 de novembro de 2007

sem título

Há dias - como hoje - em que não tenho vontade de fazer nada. Acordei às 6h46 com uma leve dor de barriga, quase não fui pro curso. Mas não é que fui? Passei uma meia hora olhando pra professora com medo de que houvesse mais um revolução interna, sinal de que algo estava prestes a vir à tona. Ufa! Foi só impressão. Péssima, diga-se de passagem. Segui firme e esforçada, com um gole de água e uma balinha de frutas vermelhas, até o meio-dia.
Na volta encontrei o Heber e conversamos. Há quantos séculos não nos víamos? Não deu pra botar tudo em dia, a barriga roncava... Vim pra casa sob um "calorzinho" de 30 graus, coisa pouca... Almocei dois empanados de... de que mesmo? Não lembro bem o que era aquilo, sei que tinha uma meleca de catupiry escorrendo. Pra dar um efeito light ao banquete, abacaxi de sobremesa. Foi bom pra mim. E pra você?
Sim, sim, botei e-mails mais ou menos em dia, olhei Orkut por cima e eis que ainda tenho roupa pra lavar, cama pra arrumar, exercícios mil do Corel pra fazer e por aí afora, e minha bunda parece pregada na cadeira. Achatadérrima... rs
Um bocejo, o corpo vai amolecendo. Outro, os olhos chegam a lacrimejar. Se eu escrever mais um pouco sobre a preguiça de quinta vou desabar por aqui mesmo. Quem vai me acordar????

Um comentário:

j disse...

Eu posso te acordar.
Nada que uma chibatada pra tirar a preguiça do couro. :p
j